Câmara defende revitalização da Estação Ferroviária de Glicério

Tico acredita que reabertura do espaço pode movimentar economia da Serra (Foto: Tiago Ferreira)

Durante a sessão da Câmara de Macaé desta quarta-feira (27), Tico Jardim (Pros) apresentou pedido para que a prefeitura informe como está o planejamento para restaurar a antiga Estação Ferroviária de Glicério, na Região Serrana. De acordo com o vereador, o imóvel está abandonado há anos e apresenta risco de desabar.

“Duas semanas atrás, pedaços de madeira caíram em uma pessoa que passava pelo local. Tenho conversado com o secretário Leandro Mussi (Cultura) e parece o governo já tem recursos disponíveis para a reforma, mas há entraves no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)”, disse.

Líder do governo, Luciano Diniz (Cidadania) confirmou que a prefeitura tem capacidade orçamentária para revitalizar a estação. Ele sugeriu que o requerimento também fosse encaminhado ao Iphan. “Precisamos que o instituto libere os documentos necessários para ser possível realizar as intervenções necessárias”, acrescentou.

Tico acredita que a economia da Serra pode ser beneficiada com a reabertura da estação para visitantes. “O turismo é muito importante, mas ainda pouco explorado. Que a gente encontre as melhores alternativas para manter viva essa parte importante da nossa história. Durante muito tempo, era por lá que escoava a produção agrícola passava o que era produzido na agricultura”, finalizou.

Destaques

O vereador Paulista (Podemos) apresentou duas indicações no dia, ambas aprovadas por unanimidade. A primeira defende que a prefeitura conceda subsídio financeiro sobre o óleo diesel para embarcações pesqueiras registradas em Macaé. “Essa é uma categoria muito importante e meu pedido tem como base o modelo que já funciona em outras cidades.”

A segunda alerta para a falta de iluminação pública no bairro Imburo, especificamente entre a Rua José Antônio Gordiano Simas e a ponte de acesso ao local. “Recebi muitos relatos de moradores sobre casos de violência por conta da escuridão.”

Em sequência, o presidente Cesinha (Pros) apresentou requerimento para que a empresa Enel justifique os constantes problemas no abastecimento de energia elétrica na cidade. “Chega a ser repetitivo sempre abordar esse problema, mas nada é feito. Apenas no site Reclame Aqui, mais de 4,6 mil registros foram protocolados nos últimos 12 meses”.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Últimas Notícias