Câmara Itinerante na Ajuda: moradores cobram concretização de projetos do governo

 <span style="font-family: arial, helvetica, sans-serif; font-size: 14px; text-align: justify;">Diversos moradores compareceram para cobrar a concretização de projetos para o bairro.</span>

Em mais um ato de aproximação do Legislativo com a população, a Câmara Itinerante realizou novo encontro, na manhã deste sábado (5), na Ajuda de Baixo. Mesmo com o tempo chuvoso, diversos moradores se fizeram presentes para cobrar a concretização de projetos e apresentaram reivindicações para o bairro e localidades vizinhas.

 

– Na legislatura passada, apresentei a proposta para a criação da Câmara Itinerante e, a cada sábado que passa, tenho ainda mais certeza do quanto esta iniciativa é importante. Dando voz à população, podemos ver avanços concretos, como aconteceu na Barra (de Macaé) e no Parque Aeroporto – afirmou o vice-presidente da Câmara, Júlio César de Barros (PPL), o Julinho do Aeroporto, que conduziu o ato e também foi autor do pedido para a realização do projeto no bairro.

 

Assim que os microfones foram abertos aos presentes, a falta d’água foi tema unânime. Moradores de diversos pontos do Complexo da Ajuda relataram o não cumprimento de serviço da Cedae, deixando ruas sem abastecimento há mais de um mês. “Se a Cedae não cumprir com o acordo firmado para sanar estes problemas, até o final deste ano, a prefeitura romperá o contrato”, afirmou o secretário de governo, Leonardo Gomes.

 

– Recomendo aos moradores que se sentem lesados pela Cedae e que, mesmo sem água, continuam recebendo contas, que procurem o Procon, órgão parceiro da Câmara, para a formalização de denúncia – acrescentou Maxwell Vaz (SD).

 

Além de propostas para melhorias em infraestrutura, saúde e educação, os presentes também cobraram celeridade no cronograma de obras de saneamento e esgoto. Os moradores ainda questionaram a falta de áreas de lazer. Segundo representantes do Executivo, está prevista a inauguração da quadra de esportes Renato Martins que, em parceria com a secretaria de Educação, poderá ser usada pelos moradores. Porém, Igor Sardinha (PRB) criticou o atraso na concretização dos projetos.

 

– Ainda em 2013, participamos de diversas reuniões com os moradores e, por meio de Emenda Impositiva, eu e o vereador Welberth Rezende (PPS) destinamos verba para a construção de uma praça para o ano seguinte, mas nada saiu do papel. O recuso já foi disponibilizado por lei – acrescentou Igor.

 

Bairros e comunidades próximas também entraram em pauta. De acordo com Renato Matos, o Bosque Azul está em situação de emergência. “Vivemos em um verdadeiro lixão. Estamos abandonados, sem água, sem área de lazer ou qualquer investimento do governo”, declarou o morador.

 

Sobre a questão, os representantes da Secretaria de Obras informaram que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) não contemplaram a área, mas a pasta se comprometeu a agendar encontro com os moradores para a discussão de projetos. O vereador Luciano Diniz (PT) ainda lembrou que, por Emenda Impositiva de sua autoria, já há licitação para a construção de uma praça no local.

 

A próxima edição da Câmara Itinerante acontecerá no dia 12, no Imburo, contemplando também moradores do Aterrado do Imburo.

Jornalista: Júnior Barbosa

Últimas Notícias

Mesa diretora

Competências/Atribuições ( Art. 9 do Regimento Interno)

I – propor Projetos de Resolução que:

a) criem, modifiquem ou extingam cargos, empregos ou funções de seus serviços e fixam os respectivos vencimentos;

b) fixem ou atualizem a remuneração do Prefeito e dos Vereadores, e a verba de representação do Vice-Prefeito e do Presidente da Câmara, obedecido o inciso do Artigo 63, item XVII, da Lei Orgânica do Município;

c) disponham sobre a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos do Orçamento da Câmara, de uma categoria de programação para outra.

II – elaborar a proposta orçamentária da Câmara a ser incluída no orçamento do Município e apresentar ao Plenário com cópia aos Vereadores;
III – solicitar abertura de créditos suplementares ou especiais, quando os recursos forem insuficientes ou não tenham sido previstos no Orçamento da Câmara;
IV – promulgar as resoluções e os decretos legislativos;
V – pode apresentar indicações, emendas, projetos e etc. para discussão e votação pelo plenário da câmara;
VI – autografar os Projetos de Lei aprovados, para serem encaminhados ao Prefeito Municipal;
VII – determinar, no início da Sessão Legislativa anual, o arquivamento das proposições não apreciadas na anterior;
VIII – prestar contas à população do Município dos trabalhos realizados no ano anterior, pela Câmara, através da divulgação resumida dos mesmos, no mês de janeiro de cada ano;
IX – requisitar força policial, quando necessária a preservação da ordem e regular funcionamento dos trabalhos da Câmara.

Clique aqui para ter acesso à Resolução nº 1965/2016, que regulamenta a aplicação, no âmbito da Câmara Municipal de Macaé, da Lei Federal nº 12.527 e dá outras providências.

Cadastro realizado com sucesso

Seu cadastro será analisado por nosso setor de licitação.

Cadastro realizado com sucesso

Neste período, de acordo com o art. 61 do Regimento Interno (conforme redação dada pelo art. 4 da Resolução n. 2013/2022) ocorre o recesso legislativo e por essa razão não é disponibilizado a frequência dos vereadores.

A Câmara Municipal de Macaé informa que, até o momento, não foram realizados concursos ou processos seletivos recentes. O último concurso ocorreu em 2012. Para acessar informações sobre concursos anteriores, clique no link abaixo e consulte os arquivos correspondentes.