Centro Cultural: Exposição fotográfica resgata arquitetura da cidade

Parte do acervo de Manoel Olive ficará disponível ao público até o final de janeiro


Antes de ser conhecida como a Capital Nacional do Petróleo e de passar por diversas fases de modernização, Macaé era uma típica cidade do interior, com belas arquiteturas e personalidades que marcaram o país. Quem não viveu essa época ou gostaria relembrar a história, o Centro Cultural do Legislativo recebe a exposição “A vida sem fotografia é uma vida sem memórias”, de Manoel Olive, até o dia 27 de janeiro de 2020.
Servidor aposentado da Câmara de Macaé, Manoel começou a fotografar há quase 50 anos. Dos registros dos familiares, ele passou a se interessar pelos dos principais pontos de referências do município, como casas de autoridades, comércios e até mesmo do Centro Cultural, antiga sede do Legislativo.
“Macaé tem uma história muito rica e repleta de detalhes. Eu já estou pensando em uma exposição específica, com material que já tenho, sobre a arquitetura do século passado. Na região central, por exemplo, imóveis centenários foram demolidos para a chegada de prédios comerciais”.
Além das fotografias autorais, o artista disponibilizou parte do acervo da família, como o raro registro do Cine Santa Isabel, inaugurado no século XIX. Apesar de não haver relatos oficiais, muitos acreditam que a princesa imperial esteve presente na abertura do espaço. Outra imagem marcante é a do Palácio dos Urubus, hoje identificado apenas com escombros e tapumes, na Rua Doutor Télio Barreto.
Funcionamento
O espaço está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. O endereço é Avenida Rui Barbosa, 197, no Centro. Os telefones de contato são: (22) 2772-4268 e 2772-4885.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Últimas Notícias