Obras no Calçadão: término é cobrado pelos 17 parlamentares

Um requerimento assinado e aprovado pelos 17 vereadores da Câmara macaense cobrou do governo do Estado a conclusão imediata da reforma no Calçadão da Avenida Rui Barbosa, nesta terça-feira (27). Reginaldo do Hospital (Podemos) afirmou: “Fiz essa proposta pensando nos comerciantes do Centro, que já agonizaram com a pandemia. Aproxima-se o fim do ano e precisamos correr com aquelas obras”.

Iza Vicente (Rede) falou em seguida. “Caíram muito as vendas. Algumas lojas deram férias coletivas. Teremos Black Friday, depois o décimo terceiro. É necessário pelo menos tirar os tapumes”. O líder do governo Luciano Diniz (Cidadania) disse que já falou com o secretário estadual de Infraestrutura, Rogério Brandi. “Ele vem na quinta-feira (29) a Macaé e podemos pedir novamente”.

O presidente Cesinha (Pros) lembrou que a área é responsável por milhares de empregos e lamentou o cheiro de urina no local. “Temos que garantir que os lojistas possam pagar as dívidas que adquiriram no período da pandemia”. Diante de propostas de interrupção da obra, Luiz Matos (Republicanos) ponderou: “Existe o risco de depois não ser concluída”.

Kit maternidade

Na mesma sessão, os parlamentares mantiveram o veto do Executivo a um projeto de lei de Matos, que previa entrega de “kit maternidade” na rede pública. “Eu busquei ajudar mães que não têm absolutamente nada. O custo para a prefeitura seria quase zero”, protestou. A Lei Orgânica não permite projetos do Legislativo que gerem despesas para o município.

Iza elogiou a proposta do colega e disse que tem uma indicação com objetivo parecido. “Convido o vereador para uma agenda com as secretarias da Saúde e da Mulher para avançarmos”, sugeriu. O veto teve apenas um voto contra, do próprio autor.

Últimas Notícias