Parlamentar quer mais peritos criminais para a região

 <span style="font-family: arial, helvetica, sans-serif; font-size: 14px; text-align: justify;">O requerimento &nbsp;é do vereador Jocimar Gomes e solicita o aumento do efetivo de peritos da Polícia Civil na região.</span>

O requerimento do vereador Jocimar Gomes (PMDB), que solicita o aumento do efetivo de peritos da Polícia Civil na região, foi aprovado nesta quarta-feira (15), na Câmara Municipal de Macaé. O documento faz um apelo ao prefeito de Macaé, Aluízio Santos Jr. (PV), ao chefe da Polícia Civil no Estado do Rio de Janeiro, Fernando Veloso, e ao governador do Estado, Luiz Fernando Pezão.
 

O presidente da Câmara de Macaé, Eduardo Cardoso (PPS), informou que o pedido do parlamentar será entregue ainda hoje (15) ao governador Luiz Fernando Pezão, que encontra-se em campanha na cidade para o segundo turno das eleições, que será decidida no próximo dia 27 de outubro.
 

Após um evento ocorrido na semana passada, o autor do requerimento disse ter sentido na pele a consequência da falta de peritos na cidade. Segundo relatou Jocimar, seu primo faleceu em um acidente de trânsito quando estava a caminho do trabalho. O fato ocorreu por volta das 6h, na Avenida Amaral Peixoto, na entrada do Lagomar. No entanto, o perito só chegou ao local às 11h.
 

“Durante cinco horas, o corpo ficou estirado sob o sol forte, em uma avenida bastante movimentada, aumentando o sofrimento dos parentes da vítima, que permaneceram junto ao corpo até a chegada do perito”, relatou o parlamentar, também conhecido como “Boca”.
 

Igor SardinhaO vereador afirmou ainda que, mesmo agilizando o processo, o tempo de espera foi longo e pode ser ainda maior para quem não dispõe desse recurso. “É um absurdo ter apenas um perito para atender toda a região. As famílias das vítimas não precisam de mais esse sofrimento em um momento que já é tão difícil”, disse Jocimar, indignado.
 

Para o vereador Igor Sardinha (PT), o requerimento do colega é de extrema importância, pois, muitas vezes, o pedido de aumento do efetivo é concentrado na Polícia Militar, mas não devemos esquecer da Polícia Civil. E, de acordo com o petista, não são apenas peritos que faltam na cidade, mas também agentes para atender a população no registro das ocorrências.
 

“O cidadão chega a levar um dia inteiro para registrar uma ocorrência na delegacia. Isso é inadmissível. O Governo do Estado precisa dar mais atenção a Macaé, que é a cidade que mais cresce, proporcionalmente, no Estado do Rio de Janeiro”, acrescentou o parlamentar.
 

Como resultado, Igor aponta que muitos registros deixam de ser feitos e os crimes permanecem subnotificados, o que dificulta o combate à violência e à criminalidade, já que a polícia utiliza esses dados (subnotificados) para elaborar estratégias para a sua atuação.

Jornalista: Adriana Corrêa

Últimas Notícias

Mesa diretora

Competências/Atribuições ( Art. 9 do Regimento Interno)

I – propor Projetos de Resolução que:

a) criem, modifiquem ou extingam cargos, empregos ou funções de seus serviços e fixam os respectivos vencimentos;

b) fixem ou atualizem a remuneração do Prefeito e dos Vereadores, e a verba de representação do Vice-Prefeito e do Presidente da Câmara, obedecido o inciso do Artigo 63, item XVII, da Lei Orgânica do Município;

c) disponham sobre a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos do Orçamento da Câmara, de uma categoria de programação para outra.

II – elaborar a proposta orçamentária da Câmara a ser incluída no orçamento do Município e apresentar ao Plenário com cópia aos Vereadores;
III – solicitar abertura de créditos suplementares ou especiais, quando os recursos forem insuficientes ou não tenham sido previstos no Orçamento da Câmara;
IV – promulgar as resoluções e os decretos legislativos;
V – pode apresentar indicações, emendas, projetos e etc. para discussão e votação pelo plenário da câmara;
VI – autografar os Projetos de Lei aprovados, para serem encaminhados ao Prefeito Municipal;
VII – determinar, no início da Sessão Legislativa anual, o arquivamento das proposições não apreciadas na anterior;
VIII – prestar contas à população do Município dos trabalhos realizados no ano anterior, pela Câmara, através da divulgação resumida dos mesmos, no mês de janeiro de cada ano;
IX – requisitar força policial, quando necessária a preservação da ordem e regular funcionamento dos trabalhos da Câmara.

Clique aqui para ter acesso à Resolução nº 1965/2016, que regulamenta a aplicação, no âmbito da Câmara Municipal de Macaé, da Lei Federal nº 12.527 e dá outras providências.

Cadastro realizado com sucesso

Seu cadastro será analisado por nosso setor de licitação.

Cadastro realizado com sucesso

Neste período, de acordo com o art. 61 do Regimento Interno (conforme redação dada pelo art. 4 da Resolução n. 2013/2022) ocorre o recesso legislativo e por essa razão não é disponibilizado a frequência dos vereadores.

A Câmara Municipal de Macaé informa que, até o momento, não foram realizados concursos ou processos seletivos recentes. O último concurso ocorreu em 2012. Para acessar informações sobre concursos anteriores, clique no link abaixo e consulte os arquivos correspondentes.