Tribuna Cidadã: Sindservi e chapas opositoras debatem eleição do sindicato

Ato acontece na última quarta-feira de cada mês

Acordada na última semana, a Câmara de Macaé realizou, nesta quarta-feira (13), a Tribuna Cidadã para abrir espaço ao Sindicato dos Servidores Públicos de Macaé (Sindservi) e representantes das chapas de oposição à atual diretoria, que foi reeleita. O encontro foi presidido pelo vereador Júlio César de Barros (PMDB), o Julinho do Aeroporto, que conduziu as falas dos presentes para esclarecer as polêmicas em torno do processo eleitoral.

 

A presidente do Sindservi, Rose Mary Gomes, iniciou discursos falando sobre as conquistas do sindicado ao longo dos seus três últimos mandatos. Ela também esteve acompanhada de representantes da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (FESEP/RJ), que acompanharam o processo. Rose Mary reafirmou que os demais postulantes não tiveram registro de chapa aceito por não cumprirem o edital da eleição.

 

Os servidores Marcelo Puertas e Mirian Seso estavam entre os escritos para fala e fizeram diversos questionamentos ao Sindserv, como mudanças no estatuto e aumento de pré-requisitos para as chapas de oposição. A escolha do local de votação, distante da região central de Macaé, também foi uma das críticas. Eles afirmaram que o caso já entrou na esfera judicial.

 

“Gostaria de ressaltar a importância da Tribuna Cidadã, pois este espaço nos permite ter um diálogo democrático, algo que o Sindservi não deixou acontecer, criando inúmeras barreiras para concorrer como chapa única. Como servidores, temos um sindicato que não está representativo. Lutar pelos nossos direitos é o que nos une, independente de ideologias ou visões políticas”, disse Marcelo Puertas.

 

Após fala dos inscritos, Marcel Silvano (PT) manifestou preocupação com parte da imprensa local. Para o petista, há tentativas de partidarizar o processo. Chico Machado (PDT), Igor Sardinha (PRB), Amaro Luiz (PSB), Welberth Rezende (PPS), Paulo Antunes (PMDB), Jocimar Gomes de Oliveira (PMDB), o Boca, e o presidente Eduardo Cardoso (PPS) também acompanharam os debates.

 

Originalmente, a Tribuna Cidadã acontece na última quarta-feira de cada mês, uma hora antes da sessão ordinária. O cidadão que deseja participar deve ser representante de alguma entidade de classe ou colher assinatura de dez pessoas. Após, é preciso apresentar pedido de inscrição na Secretaria da Câmara. Esta é uma forma de dar voz aos cidadãos macaenses para que eles façam suas reivindicações e contribuam para o processo democrático.

 

 

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Últimas Notícias

Mesa diretora

Competências/Atribuições ( Art. 9 do Regimento Interno)

I – propor Projetos de Resolução que:

a) criem, modifiquem ou extingam cargos, empregos ou funções de seus serviços e fixam os respectivos vencimentos;

b) fixem ou atualizem a remuneração do Prefeito e dos Vereadores, e a verba de representação do Vice-Prefeito e do Presidente da Câmara, obedecido o inciso do Artigo 63, item XVII, da Lei Orgânica do Município;

c) disponham sobre a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos do Orçamento da Câmara, de uma categoria de programação para outra.

II – elaborar a proposta orçamentária da Câmara a ser incluída no orçamento do Município e apresentar ao Plenário com cópia aos Vereadores;
III – solicitar abertura de créditos suplementares ou especiais, quando os recursos forem insuficientes ou não tenham sido previstos no Orçamento da Câmara;
IV – promulgar as resoluções e os decretos legislativos;
V – pode apresentar indicações, emendas, projetos e etc. para discussão e votação pelo plenário da câmara;
VI – autografar os Projetos de Lei aprovados, para serem encaminhados ao Prefeito Municipal;
VII – determinar, no início da Sessão Legislativa anual, o arquivamento das proposições não apreciadas na anterior;
VIII – prestar contas à população do Município dos trabalhos realizados no ano anterior, pela Câmara, através da divulgação resumida dos mesmos, no mês de janeiro de cada ano;
IX – requisitar força policial, quando necessária a preservação da ordem e regular funcionamento dos trabalhos da Câmara.

Clique aqui para ter acesso à Resolução nº 1965/2016, que regulamenta a aplicação, no âmbito da Câmara Municipal de Macaé, da Lei Federal nº 12.527 e dá outras providências.

Cadastro realizado com sucesso

Seu cadastro será analisado por nosso setor de licitação.

Cadastro realizado com sucesso

Neste período, de acordo com o art. 61 do Regimento Interno (conforme redação dada pelo art. 4 da Resolução n. 2013/2022) ocorre o recesso legislativo e por essa razão não é disponibilizado a frequência dos vereadores.

A Câmara Municipal de Macaé informa que, até o momento, não foram realizados concursos ou processos seletivos recentes. O último concurso ocorreu em 2012. Para acessar informações sobre concursos anteriores, clique no link abaixo e consulte os arquivos correspondentes.