Vereadores apresentam reivindicações ao novo comandante do 32° BPM

Novo comandante se comprometeu a aproximar coorporação do governo e dos cidadãos

Após envio de convite da Câmara Municipal de Macaé, o novo comandante do 32° Batalhão da Polícia Militar (BPM), o tenente-coronel Marco Aurélio Vollmer, participou da sessão desta terça-feira (15) e apresentou propostas para o combate à violência local, que vem apresentando dados alarmantes. A autoridade defendeu maior integração do órgão com o governo e os cidadãos.

 

Antes de ser designado para o novo posto, Marco Aurélio Vollmer estava na Academia de Formação da Polícia Militar e também foi, por quatro anos, Secretário de Segurança de Araruama, entre outras atividades desempenhadas em seus 25 anos de corporação.

 

“É uma missão árdua, pois sei que a região apresenta os mesmos desafios da capital. Vamos trabalhar com muita responsabilidade e conto com a parceria da cidade e dos governantes para que haja nova aproximação. Juntos, podemos fazer bem mais e melhor”, disse.

 

A iniciativa de ceder o Grande Expediente ao comandante Vollmer partiu do vereador Nilton César (Pros), o Cesinha, que voltou a defender a volta do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) para os distritos da Região Serrana além de, juntamente com os demais parlamentares, cobrar medidas contra as irregularidades do programa Rodando Legal.

 

Câmara defende medidas preventivas de combate à violência

 

Igor Sardinha (PRB) defendeu maior efetivo para o batalhão, responsável por atender mais cinco municípios, além de Macaé. “O número de policiais não é suficiente e bem abaixo do ideal, se compararmos com alguns bairros da Zona Sul do Rio de Janeiro”, criticou.

 

Maxwell Vaz (SD) reforçou a necessidade de parceria do governo municipal com a Polícia Militar, enquanto Amaro Luiz (PRB) lembrou que é preciso haver programas de inclusão social. “O Estado é omisso”, criticou. Sobre o tema, Vollmerafirmou que já há projetos de maior integração com a sociedade, como a abertura do campo de futebol do batalhão, promovendo atividades sociais no local.

 

O tráfico de drogas foi abordado pelos vereadores Júlio César de Barros (PPL), o Julinho do Aeroporto, e Chico Machado (PSB). Já José Prestes (PV) e George Jardim (PMDB) reforçaram pedido para que a Região Serrana receba ações de prevenção e de combate à violência. Paralelamente, Marcel Silvano (PT) pediu políticas de segurança com mais humanidade e inclusão social.

 

O novo comandante ainda declarou que a PM já está atuando em operações especiais de final ano e de Natal, com objetivo de evitar atos prejudiciais ao bem comum, como utilização de carros com equipamentos sonoros em alto volume depois do horário permitido. Paulo Antunes (PMDB) elogiou a atitude e lembrou que a Lei do Silêncio, de sua autoria, já está em vigor, prevendo até multa aos infratores.

 

Para colaborar com os trabalhos do 32° BPM, cidadãos podem fazer denúncias anônimas, por meio dos telefones (22) 2765-7296 e 98168-2344 (Whatsapp) ou pelo e-mail: denuncia32bpm@gmail.com.

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

 

Últimas Notícias

Mesa diretora

Competências/Atribuições ( Art. 9 do Regimento Interno)

I – propor Projetos de Resolução que:

a) criem, modifiquem ou extingam cargos, empregos ou funções de seus serviços e fixam os respectivos vencimentos;

b) fixem ou atualizem a remuneração do Prefeito e dos Vereadores, e a verba de representação do Vice-Prefeito e do Presidente da Câmara, obedecido o inciso do Artigo 63, item XVII, da Lei Orgânica do Município;

c) disponham sobre a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos do Orçamento da Câmara, de uma categoria de programação para outra.

II – elaborar a proposta orçamentária da Câmara a ser incluída no orçamento do Município e apresentar ao Plenário com cópia aos Vereadores;
III – solicitar abertura de créditos suplementares ou especiais, quando os recursos forem insuficientes ou não tenham sido previstos no Orçamento da Câmara;
IV – promulgar as resoluções e os decretos legislativos;
V – pode apresentar indicações, emendas, projetos e etc. para discussão e votação pelo plenário da câmara;
VI – autografar os Projetos de Lei aprovados, para serem encaminhados ao Prefeito Municipal;
VII – determinar, no início da Sessão Legislativa anual, o arquivamento das proposições não apreciadas na anterior;
VIII – prestar contas à população do Município dos trabalhos realizados no ano anterior, pela Câmara, através da divulgação resumida dos mesmos, no mês de janeiro de cada ano;
IX – requisitar força policial, quando necessária a preservação da ordem e regular funcionamento dos trabalhos da Câmara.

Clique aqui para ter acesso à Resolução nº 1965/2016, que regulamenta a aplicação, no âmbito da Câmara Municipal de Macaé, da Lei Federal nº 12.527 e dá outras providências.

Cadastro realizado com sucesso

Seu cadastro será analisado por nosso setor de licitação.

Cadastro realizado com sucesso

Neste período, de acordo com o art. 61 do Regimento Interno (conforme redação dada pelo art. 4 da Resolução n. 2013/2022) ocorre o recesso legislativo e por essa razão não é disponibilizado a frequência dos vereadores.

A Câmara Municipal de Macaé informa que, até o momento, não foram realizados concursos ou processos seletivos recentes. O último concurso ocorreu em 2012. Para acessar informações sobre concursos anteriores, clique no link abaixo e consulte os arquivos correspondentes.