Afogamento de criança na Lagoa gera requerimento e debate na Câmara

Rafael Amorim solicitou salva-vidas permanente no local. Colegas cobraram também para praias e cachoeiras. Foto: Tiago Ferreira.

Rafael Amorim (PDT) teve requerimento aprovado na Câmara de Macaé, nesta terça-feira (5), assinado por todos os vereadores, pedindo ao 9º Grupamento de Bombeiro Militar um salva-vidas permanente na Lagoa de Imboassica. O motivo foi a morte por afogamento de um menino de 5 anos neste domingo (3). “As famílias não sabem o quanto a Lagoa é traiçoeira”, afirmou.

Segundo ele, a chegada do verão piora os riscos com o aumento dos banhistas. George Jardim (PSDB) concordou. “ Já apresentei indicação com o mesmo teor, para salva-vidas nas nossas cachoeiras, como no Sana e na Bicuda, por exemplo. Precisamos proteger a população e nossos turistas”.

Reginaldo do Hospital (Podemos) também disse já ter feito indicação sobre o problema. “Sugerimos ao governo, no ano passado, demarcar com boias as áreas mais perigosas. São proposições que se completam. Até nós, criados em Macaé, acostumados, não estamos a salvo. A gente vê ali pessoas adultas sendo surpreendidas”.

As praias dos Cavaleiros, do Pecado e Campista foram mencionadas por Luiz Matos (Republicanos) como locais que precisariam de um salva-vidas fixo no verão. Rond Macaé lembrou do Lagomar e do Barreto. “Proponho até um processo seletivo para termos mais profissionais, ou contratar uma empresa que preste o serviço”. Amaro Luiz (PRTB) cobrou prudência e lembrou um ditado: “As crianças cegam a gente”.

Orçamento, abono e tolerância religiosa
Na mesma sessão, foram lidas 65 emendas dos parlamentares ao orçamento de 2024, que será votado na primeira quinzena de dezembro. Foi ainda aprovado o regime de urgência do projeto de lei do Executivo que concede abono de Natal aos beneficiários da Guarda Sênior, Guarda Mirim e Projeto Nova Vida, e outro de Iza Vicente (Rede), estabelecendo sanções administrativas a pessoas que cometerem atos de intolerância religiosa.

Últimas Notícias

Neste período, de acordo com o art. 61 do Regimento Interno (conforme redação dada pelo art. 4 da Resolução n. 2013/2022) ocorre o recesso legislativo e por essa razão não é disponibilizado a frequência dos vereadores.

A Câmara Municipal de Macaé informa que, até o momento, não foram realizados concursos ou processos seletivos recentes. O último concurso ocorreu em 2012. Para acessar informações sobre concursos anteriores, clique no link abaixo e consulte os arquivos correspondentes.